20 de jul de 2009

A fruta não cai longe do pé! "Sábio ditado popular"

Acho que tudo começou quando eu ainda era muito pequena... ou talvez quando ainda nem tivesse nascido... rsrs
É que a paixão pelas flores é genética... tenho certeza!!!! Minha mãe sempre gostou muito de cuidar do seu jardim e da natureza em geral e com um dedo verde invejável fazia novas mudas, hibridações, e florações admiráveis... em seu curto espaço de tempo, entre o almoço e o retorno ao trabalho, lá estava ela com uma faquinha na mão retirando ervas daninhas que pudessem prejudicar suas "filhotas". Nos fins de semana o legal era acompanhá-la à exposições de orquideas na cidade, ou fazer uma viagem por estradas antigas e parar em produtores para conhecer novas espécies...
E foi assim, e ainda é ...
Aprendi muitos nomes de plantas, muitas vezes científicos e quando fiquei adulta e precisei encomendar flores, o vendedor e florista (hoje meu compadre) se admirou ao perceber que eu exclamava ao observar os arranjos... nossa... que legal esse arranjo de asclepsia... ou entao, que detalhe bonito deste galho de Petrea ... ahhahah... talvez ele nem lembre, mas eu fiquei tão orgulhosa de mim mesma...
Embora mesmo com todo esse saudavel convívio, eu não cursei biologia com a intenção em me especializar em botânica. Fiz graduação em Turismo e mais tarde pós graduação em Administração pela UFPR.
Acho que eu ainda não tinha me dado conta do envolvimento com as flores...
Mas, quando fui escrever minha monografia e criei o tema " Jardins urbanos...uma maneira de atrair turistas" fui estudar paisagismo para me aprofundar no projeto... Conclui o curso um ano mais tarde e não parei mais...
Muitas portas e janelas foram me mostrando o que eu realmente queria pra minha vida...
Com uma mochila nas costas fui para Holambra fazer um curso de arte floral com Alfredo Tilli ... Retornei mais tarde para o avançado...
Fiz aulas particulares com um dos melhores floristas do Brasil, Rodrigo Carneiro ...
Fui a Congressos,
Fui à São Paulo iniciar uma escola Internacional em arte floral...
Fui à Florianópolis,
Não parei mais ...
Retornei muitas vezes a Holambra...
Me apaixonei e acredito que minha mãe se realiza a cada curso, ou a cada arranjo que concluo... é a paixão dela, sendo realizada por mim ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário